sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Tempestade



Estou a caminho da escola, curso de informática, por volta das 7hrs, pedalo minha bicicleta ferozmente, porque além de estar ligeiramente atrasado o céu não está azul e nem azul escuro, está preto, parece que tem um “Black Hole” em cima de mim e isso é assustadoramente lindo, começa a chuviscar, chego, guardo a bike e assim que entro na escola a chuva aumenta bruscamente, chego ao pátio e penso: “ufa! Essa foi por pouco”, caminho com calma em direção a sala de aula e quando chego tenho a notícia de que não haveria aula, meio chateado, pois poderia ter ficado em casa deitado na minha cama vendo TV e bebendo algo quente, vou e sento-me em uma das várias mesas espalhadas pelo pátio em frente a cantina, o mais próximo possível da parte aberta, onde tem uma pela vista para observar e passar o tempo, a chuva já virou uma tempestade, relâmpagos e trovões, o barulho da água batendo no teto de alumínio é uma música, aquela chateação começa a mudar e uma felicidade súbita começa a tomar conta de mim, eu percebo como tudo aquilo é lindo, a natureza é a melhor artista do mundo e a tempestade é só mais uma obra artística que eu não admirava a muito tempo, o tédio virou alegria.Acaba a tempestade e entrou o chuvisco assim como acaba o texto e eu lembro que tenho um bom livro não terminado na mochila para devorar, adeus papel e caneta, até logo.

Receber Atualizações por E-mail

Coloque seu endereço de E-mail:

Delivered by FeedBurner

Follow by Email