quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Untitled

O que mantém meu corpo desperto, adormece minhas angústias, me coloca alerta em meio a penumbra. Vou tateando a escuridão.
Suas formas são densas e frias.
É belo e gentil ao me esconder os temores.
É triste e cruel porque me alimenta as dores.

Abra as portas da percepção

Aprenda a ouvir o mundo, ver o mundo, sentir o mundo.
Perceba, aprecie tudo.
Cada coisa por mais simples que seja, é rica em detalhes mágicos, misteriosos e fantásticos, contemple a riqueza de um vinil, de um livro velho, das gotas na janela.
Saia sem destino, aprecie uma árvore, seus detalhes e seu movimento com o vento.
Deite na grama e deixe sujar, deixe pinicar, deixe ser, deixe estar, deixe sentir, mudar, trocar.
Veja os desenhos das nuvens no céu, a vida é cheia de coisas que parecem simples mas que merecem um espaço em sua caixinha de lembranças.
Viva o momento, não se martirize por erros, você é humano.
Não fique triste por estar sozinho, aprenda a ser feliz com sua própria companhia, se divirta sozinho, aprenda a se suportar, você é único e especial, pratique o autoconhecer.
Pegue um livro, adote um animal, experimente coisas novas, seja anormal, toque um instrumento mesmo sem saber toca-lo, dance e beije na chuva, suba em árvores, qual foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?
Saiba viver, seja feliz, viva o agora
"Agente leva da vida a vida que agente leva".

Receber Atualizações por E-mail

Coloque seu endereço de E-mail:

Delivered by FeedBurner

Follow by Email