quinta-feira, 23 de junho de 2011

Zoar não é bullying



Não agüento mais ouvir falar de bullying na escola, corredores lotados com cartazes do tema, palestras sempre falando a mesma coisa, repetindo sempre como se fossemos surdos, chega a ser uma poluição, sem falar que agora tudo é bullying, brigas, discussões, brincadeiras, zoações, etc.

Temos que saber diferenciar o bullying de outras coisas, para mim, bullying é uma forma de violência, física ou verbal, praticada por um ou mais agressores ou “bully”, contra uma pessoa incapaz de se defender, resumindo, um grande ato covarde geralmente praticado por pessoas com muita massa muscular e quase nenhuma massa cinzenta.

Mas tal coisa é bem diferente da “zoeira com a galera”, que é aquele momento em que damos risadas de nós mesmos, afinal, ninguém é perfeito, e quando você “zoa” alguém, você tem que aceitar ser zoado, fazer piada com o cabelo de um colega e ele revidar fazendo uma piada com sua roupa e ambos rirem da situação, por exemplo, isso não é bullying, isso é normal.

Acaba sendo uma poluição sonora e visual, um exagero e muita informação repetitiva e inútil, o bullying sempre existiu nas escolas e sempre irá existir, ás vezes mais, ás vezes menos, mas é inevitável, e poluição visual com cartazes meia boca e palestras com ex-vítimas de bullying, hoje moralistas vestidos de pingüim, não irá mudar isso.

E tudo isso por causa da maldita tragédia de realengo, só porque o atentado trazia INDÍCIOS de que o agressor sofria bullying na escola, e mesmo que tivesse sofrido o tal bullying, isso não justificaria tal ato, tudo isso que a sociedade, bullying não é uma máquina de criar psicopatas com desequilíbrio de personalidade.

A escola está se preocupando demais com o problema, tentando combate-lo a todo custo, inutilmente, chega de insistir nisso, vamos nos preocupar com o respeito em geral e com outros problemas, dar espaço para outros assuntos, que tal?

Obrigado leitores cafeínados, até outro dia.

4 comentários:

  1. A escola se preocupa com extrema convicção pq as consequencias geralmente são sérias, tanto físico quanto psicológico.

    Se querem mais autonomia, conversem!

    ResponderExcluir
  2. a escola sempre se preocupou, sempre fez sua parte, mas por causa da tragédia de realengo, eles estão exagerando e fazendo muita coisa inútil e que acaba incomodando, você estuda? pelo menos na minha escola é assim.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que o "bullying" tem cada vez mais sido banalizado. Qual é o moleque que nunca zoou ou foi zoado pela turma? Apelido, piada, peteleco etc, ora, isso faz parte da vida de qualquer estudante.

    Se alguém metralha outros por causa disso, a culpa não é do "bullying", e sim de um distúrbio preexistente que o "bullying" teria, apenas, reforçado.

    Dia desses vi no jornal um empresário (!) reclamando de "bullying" (!!), porque a mídia estava acusando ele de maracutaias. Francamente...

    ResponderExcluir
  4. concordo com você meu amigo blogueiro, obrigado por sempre estar participando aqui com os melhores comentários :D, curto seu blog.

    ResponderExcluir

Receber Atualizações por E-mail

Coloque seu endereço de E-mail:

Delivered by FeedBurner

Follow by Email