terça-feira, 6 de maio de 2014

Vazio



Eu não quero sentir mais
Eu não quero mais nada
Esse vazio é a ausência de sentimento
Sentimento pode machucar em algum momento

A dor é passageira, a glória é eterna
Algumas lembranças não são passageiras
Sou como um desenho em uma caverna
Minha alma já levaram a muito tempo
Não há glória no meu coração, só escuridão

Me sinto vazio por dentro, só resta memória
Vejo meu rosto refletido no espelho
De quem é esse rosto estranho?
Sou como uma estátua petrificada

O som do silêncio me conforta
Não há mais cores no meu mundo
As estrelas pararam de brilhar
O espetáculo acabou, não há mais vida

Eu estou perdido e não sei o que fazer
Sinto que devia sumir desse lugar
Buscar o auto conhecer
Correr de encontro ao mar

3 comentários:

  1. Eu me pergunto se ainda existem pessoas maravilhosas a serem descobertas. Se existirão momentos em que perderei o fôlego. Se pessoas ainda podem me surpreender. Se ainda há o que sentir. Talvez não exista mais nada. Ou talvez, está aqui e eu não consigo vê-lo. Segundo filósofos, sentimos o mundo através das experiências. Mas onde elas estão? Por que o que sinto não me faz tão bem quanto as lembranças que tenho? Hoje, sou lembranças e não momentos. Quem sou eu afinal? Onde está a fantástica vida? Escrevi um texto em cima do seu. Acontece.

    ResponderExcluir
  2. Tantos sonhos e ilusões que nós perdemos, chega uma hora que a vida não parece mais aquele mar de rosas de antes, ossos do amadurecimento.
    Alegria é o que eu sinto quando vejo um comentário seu por aqui, sua linda, volte sempre!

    ResponderExcluir
  3. Tenho um texto desse sentido no meu blog também... Mas no fim compreende que isso que achamos que não vamos mais encontrar e que o mundo esta escuro e sem vida, é que somos sensiveis e raros aqui no mundo e esse sentimento deve ser eliminado da gente, temos que fazer a diferença, mesmo que for pouco(na nossa opinião) mas que no fim é mais que verdadeira. Vou deixar o link abaixo, espero que goste: http://apartirdessemomento.blogspot.com.br/2011_04_01_archive.html

    ResponderExcluir

Receber Atualizações por E-mail

Coloque seu endereço de E-mail:

Delivered by FeedBurner

Follow by Email